Associadas | Câncer de mama
- - -
Home > Notícias > FEMAMA presente na Reunião do Comitê de Mobilização Social com Ministro da Saúde

 

FEMAMA presente na Reunião do Comitê de Mobilização Social com Ministro da Saúde

 

11/11/2011

No dia 10 de novembro, no Auditório FIOCRUZ, em Brasília (DF), foi realizada a primeira Reunião do Comitê de Mobilização Social para o Fortalecimento das Ações de Prevenção e Qualificação do Diagnóstico e Tratamento do Câncer do Colo do Útero e de Mama. Na mesa, estavam presentes o Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o diretor-geral do Instituto Nacional de Câncer (INCA), Luiz Santini, o secretário de Atenção à Saúde, Helvécio Miranda, e a diretora do Departamento de Atenção Especializada da Secretaria de Atenção à Saúde, Alzira Jorge. Além disso, a cantora Fafá de Belém compareceu ao encontro, como convidada especial. A assessora executiva da FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), Rosa Rutta, também esteve presente e pode se manifestar.

“Estamos preocupados com a falta da informação da população e temos que ter acesso aos dados”, argumentou a assessora executiva. “Quanto aos tempos, considerando recente recomendação do INCA, quais são eles? E os exames não qualificados: vão continuar sendo pagos? A quem recorrer quando isso acontece? Precisamos criar uma ouvidoria e definir uma estratégia de monitoramento e controle”, sugeriu Rosa Rutta, tendo total apoio da cantora Fafá de Belém. “Não se pode levantar uma bandeira e largá-la no meio do caminho: por isso estou aqui”, disse Fafá “As pessoas precisam se convencer de que ter câncer de mama não é feio. Estou nessa luta, contem comigo”, reforçou a artista.

Durante a reunião, o Ministro da Saúde lançou alguns desafios para o Brasil, um país continental, que requer diferentes estratégias e o único com mais de 100 milhões de habitantes, que busca garantir a saúde pública. Por esse motivo, Padilha teria falado da necessidade de financiamento para procedimentos de diagnósticos; de Recursos Humanos especializados; a importância do fortalecimento das redes regionais de atenção e de garantir a integridade do cuidado.

Rosa lembra ainda, que de acordo com o Ministro, a meta até 2014 é de que 65% exames seja realizados na faixa prioritária. Até 2014 também devem ser investidos na saúde da mama R$ 860 milhões. Além disso, o Ministro teria falado sobre a força-tarefa que vistoriou todos os mamógrafos do Sistema único de Saúde (SUS). Dos 1.535 mamógrafos, 1.293 estão em uso, mas 110 estão sem produção, 86 com defeito, 28 na embalagem. Após a ação, dos 22% dos equipamentos já foram consertados por iniciativa local e 50% dos embalados já foram instalados.

No evento, o Ministro Padilha ainda assinou a consulta pública de Programa Nacional de Qualidade em Mamografia, publicada no Diário Oficial do dia 11 de novembro, com prazo de 30 dias. Os textos para avaliação podem ser consultados em http://www.saude.gov.br/consultapublica. Mas as sugestões deverão ser encaminhadas exclusivamente para o seguinte endereço eletrônico: mama.consulta2011@saude.gov.br. O número e o nome da consulta devem ser especificados no título da mensagem. O Ministro disse que faz questão de apresentar o conteúdo técnico. Também foi dito que devem ser estruturados centros especializados para diagnóstico do câncer de mama no interior do país. As propostas devem ser cadastradas no SICONV (www.convenios.gov.br/siconv). Além disso, que será feita a revisão dos dois sistemas do SISMAMA e SISCOLO para integração e migração para plataforma web. 



Compartilhe:

Mais notícias