Associadas | Câncer de mama
- - -
Home > Notícias > FEMAMA apoia estudo sobre a Política de Câncer de Mama na América Latina

 

FEMAMA apoia estudo sobre a Política de Câncer de Mama na América Latina

 

07/03/2012

A União Latino-Americana contra o Câncer da Mulher (ULACCAM), uma aliança de ONGs voltadas para o câncer da mulher na América Latina, da qual a FEMAMA (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) faz parte, com o apoio da American Cancer Society (ACS) acaba de anunciar, em Buenos Aires (Argentina), os resultados do relatório "Descoberta de Disparidades: Um estudo comparativo sobre a Política de Câncer de Mama na América Latina". A pesquisa qualitativa e quantitativa aborda o estado de controle do câncer em cinco países da região (Argentina, Brasil, Colômbia, México e Venezuela). O evento foi realizado no último dia 07 em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado dia 08.

Vale destacar que, nos demais países da América Latina pesquisados, assim como no Brasil, o câncer na mulher é diagnosticado em estágio avançado, quando as chances de sobrevivência são mais baixas e o custo de seu cuidado é maior. Por sua vez, existem disparidades significativas em relação ao acesso a cuidados de qualidade. Esses e outros fatores contribuem para a triste realidade que nesta região, cinco anos após o diagnóstico de câncer de mama, a sobrevivência é apenas de 34%, conforme levantamento da ULACCAM.

"As parcerias entre governos e sociedade civil podem aumentar a responsabilidade do governo sobre a criação e implementação de políticas eficazes. Por sua vez, este tipo de colaboração aumenta a capacidade das ONGs e do setor público para oferecer serviços de melhor qualidade para a prevenção e tratamento", sugere uma das conclusões do relatório da ULACCAM.

A União Latino-Americana Contra o Câncer da Mulher - ULACCAM é uma aliança de ONGs da América Latina comprometidas com a promoção de uma legislação eficaz e políticas em relação ao câncer de mulheres na região. A entidade inclui membros de cinco países (Argentina, Brasil, Colômbia, México e Venezuela), que se dedicam a promover melhorias na política de controle do câncer nos níveis nacional e regional. Além disso, a ULACCAM é apoiada American Cancer Society (ACS) e, no Brasil, é representada pela FEMAMA.


Compartilhe:

Mais notícias