Associadas | Câncer de mama
- - -
Home > Notícias > Serviços de saúde atingem nota mediana pelo IDSUS

 

Serviços de saúde atingem nota mediana pelo IDSUS

 

05/03/2012

No início de março, o Ministro Alexandre Padilha lançou o Índice de Desempenho do SUS (IDSUS 2012). A ferramenta é ousada e cruza dados de 24 indicadores (dos quais 14 avaliam o acesso e 10 medem a efetividade dos serviços) que servirão para auxiliar o Governo Federal, além de estados e municípios a qualificarem o atendimento da área da Saúde. De acordo com o índice, de zero a dez, o Brasil possui IDSUS equivalente a 5,47. Mesmo assim, o Ministro segue confiante. "O SUS não pode temer processo de avaliação do sistema e deve dar publicidade às informações, pois se trata de uma ferramenta para aprimorar a gestão", defendeu Padilha, em entrevista publicada no Portal da Saúde.

Entre os parâmetros analisados, está o número de exames de mamografia realizados em mulheres de 50 a 69 anos em comparação à população feminina na mesma faixa etária, de determinado município e ano. De acordo com a própria interpretação do indicador, ele "permite conhecer o número de mamografias realizadas em mulheres de 50 a 69 anos, permitindo inferir as desigualdades no acesso à mamografia e no rastreamento do câncer de mama nas mulheres de 50 a 69 anos".

Saiba o que é o IDSUS

Conforme informações da Assessoria de Comunicação do Ministério da Saúde (MS), o Índice de Desempenho do SUS (IDSUS 2012), criado pelo próprio MS, avaliou entre 2008 e 2010 os diferentes níveis de atenção (básica, especializada ambulatorial e hospitalar e de urgência e emergência), verificando como está a infraestrutura de saúde para atender as pessoas e se os serviços ofertados têm capacidade de dar as melhores respostas aos problemas de saúde da população.

De acordo com os resultados divulgados, a região Sul teve pontuação de 6,12, seguida do Sudeste (5,56), Nordeste (5,28), Centro-Oeste (5,26) e Norte (4,67). Entre os estados, possuem índices mais altos os da região Sul - Santa Catarina (6,29), Paraná (6,23) e Rio Grande do Sul (5,90). Na sequência, vêm Minas Gerais (5,87) e Espírito Santo (5,79). As menores pontuações são do Pará (4,17), de Rondônia (4,49) e Rio de Janeiro (4,58).

A assessoria informou, ainda, que o levantamento de dados para divulgação do IDSUS será realizado a cada três anos. Desde a idealização até a fase de finalização, o índice foi construído com a participação de vários segmentos do governo, técnicos, acadêmicos e com a participação e aprovação do Conselho Nacional de Saúde.

O IDSUS 2012 está disponível para consulta pelo endereço www.saude.gov.br/idsus.

Compartilhe:

Mais notícias