Associadas | Câncer de mama
- - -
Home > Notícias > Controle do câncer de mama ganha incentivo local

 

Controle do câncer de mama ganha incentivo local

 

13/06/2012

A Femama promoveu nos dias 12 e 13 de junho, em Itajaí, Santa Catarina, a primeira edição do Encontro Regional Sul, com o intuito de fortalecer a atuação das ONGs associadas no acompanhamento de políticas públicas para o diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

O evento, que faz parte do “Projeto Redes Regionais Femama no Controle do Câncer de Mama”, capacitou 32 representantes das associadas da região Sul em Gestão, Captação de Recursos e Advocacy, - temas que estão diretamente relacionados a melhorias no trabalho local.

Para Irinéia dos Santos, da ONG Amor Próprio, uma das anfitriãs do evento, a iniciativa da Femama contribui para o fortalecimento local e protagonismo da rede Femama. “Nosso objetivo é comum. A capacitação nesses temas colabora para o crescimento da nossa própria entidade e de todos os envolvidos nas ações da Femama. A troca de experiências foi muito proveitosa para todos.”, pontuou.

Segundo Isabel d’Avila, coordenadora de Advocacy na Femama, o objetivo é criar uma identidade local da Femama e fortalecer a rede, aproximando as associadas de modo que cada ONG passe a liderar a condução dos processos. “As competências das regiões são diferentes e esse olhar mais regionalizado faz nossa atuação ainda mais eficaz”, ponderou.


Investimento estratégico

Para Rodrigo Alvarez, instrutor da capacitação e consultor do IDIS (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social), o grande legado do Encontro Regional é entender que o desenvolvimento institucional das entidades que fazem parte da rede é o ponto de partida para a atuação das associadas como um todo.

“Discutimos diversos assuntos, desde os pilares da sustentabilidade financeira até detalhes sobre as mais variadas fontes de recursos e quais suas características no Brasil hoje. Para o IDIS, esse programa de formação, que será realizado em todas as regiões do Brasil, é uma grande oportunidade de intervir na questão social através do fortalecimento de uma rede brasileira como a Femama”, avaliou.

Já Lírio Cipriani, diretor executivo do Instituto Avon, patrocinador do evento, considera que a iniciativa é fundamental para a sociedade. “Reforçar as organizações que atuam por esta causa é tão importante quanto apoiar projetos voltados a exames e tratamentos. Só a sociedade civil organizada pode promover mudanças no cenário da mortalidade do câncer de mama”.


 

 


Compartilhe:

Mais notícias