Associadas | Câncer de mama
- - -
Home > Notícias > Pacientes de câncer conquistam mais uma vitória no combate à doença

 

Pacientes de câncer conquistam mais uma vitória no combate à doença

 

Aprovao da Anvisa do medicamento everolimo para tratamento de cncer de mama.

Aprovação da Anvisa do medicamento everolimo para tratamento de câncer de mama.

25/02/2013

A Femama - Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama – anuncia mais uma conquista dos pacientes de câncer de mama.  A ANVISA  acaba de publicar a aprovação regulatória do medicamento everolimo no Brasil atendendo a necessidade de centenas de pacientes com tumores avançados hormônio-resistentes que já falharam a varias terapias. A Femama, em conjunto com  seus parceiros, vem lutando há muito tempo para que pacientes nessa fase da doença não continuem sendo negligenciados sem acesso a novos tratamentos de terapia alvo.

“Acreditamos que um dos caminhos mais importantes para a redução da mortalidade por câncer de mama é o acesso democrático aos medicamentos com tecnologia de ponta, eficazes, e de uso oral como é o caso do everolimo” afirma a Dra. Maira Caleffi,  presidente da Femama. “A entidade participou ativamente dos debates junto aos congressistas da Frente Parlamentar pela Saúde para a aprovação do medicamento e, felizmente, a proposta foi aprovada com agilidade e precisão. Estamos muito satisfeitos com esta conquista”, complementa Caleffi.

Segundo Dra. Maira, o everolimo é um medicamento inovador, pois resgata a possibilidade de continuar tratando os pacientes com anti-hormônios, poupando-os de tratamentos agressivos como quimioterapia (via endovenosa) e reduzindo assim, seus efeitos colaterais. “É uma luz na história do câncer de mama e é fundamental que seja usado no prazo de no máximo 60 dias, a partir do diagnóstico de progressão de doença”, reforça a doutora. O medicamento deve ser usado somente em casos de câncer avançado, quando a doença é recorrente ou metastática em pacientes na pós-menopausa.

Formada por organizações associadas em todo o País, a Femama tem por objetivo lutar por melhorias no acesso à informação, a exames de qualidade, a tratamento e à reabilitação e acredita que o câncer de mama tem 95% de chances de cura sempre que diagnosticado precocemente. A conquista mais recente   da entidade foi aprovação do projeto de lei, assinado pela presidente Dilma em novembro de 2012, que garante aos pacientes de qualquer tipo de câncer que iniciem o tratamento em no máximo 60 dias após diagnosticada a doença.


 




Informações para a imprensa:

Perspectiva Comunicação
Débora Vieira – debora.vieira@perspectivabrasil.com.br - ramal 2214
Gabriela Bacarin – gabriela.bacarin@perspectivabrasil.com.br – ramal 2203


Compartilhe:

Mais notícias