Hábitos alimentares após o tratamento de câncer

29.03.2019

É comum que alguns dos efeitos colaterais da quimioterapia e radioterapia continuem mesmo após o fim do tratamento do câncer. Falta de apetite, boca seca, dificuldade para engolir e mudanças de peso são alguns dos sintomas. Também é bastante recorrente que o paladar e olfato das pacientes mudem após os tratamentos. Mas não se preocupe: essa fase é normal e revertida com o passar do tempo. Aos poucos, você poderá voltar a apreciar a comida, mas sem deixar de lado os cuidados com a saúde.

Para isso, é preciso desenvolver um plano com a equipe que lhe atende para lidar com estes efeitos colaterais e controlar a sua dieta, baseando-a em hábitos saudáveis e respeitando suas preferências e restrições. Afinal, o corpo precisa de uma boa reserva de nutrientes para reconstruir os tecidos e recuperar a força.

Mas algumas dicas são válidas para a maior parte dos casos. Uma delas é escolher itens variados que contemplem todos os grupos alimentares: proteínas, glicídios ou carboidratos, lipídios ou gorduras, vitaminas, água e sais minerais, tendo sempre em mente as quantidades adequadas de cada um para seu corpo.

Além disso, para garantir que você sempre terá opções saudáveis, é válido comprar frutas, vegetais, alimentos com baixos níveis de gordura e produtos integrais a cada ida ao supermercado.

Alimentos com alto nível de fibra, como pães integrais e cereais, auxiliam muito na recuperação muscular - afinal, fazem parte dos carboidratos de origem vegetal e são mais resistentes à digestão, levando um número maior de nutrientes ao intestino grosso.

Também tente comer no mínimo duas porções e meia de frutas e vegetais diariamente, pois são ricos em nutrientes e minerais.

Tente diminuir a quantidade de gordura em suas refeições, substituindo frituras por alimentos assados ou fervidos e o leite integral pelo desnatado. Também ajuda reduzir a ingestão de carne vermelha (bovina, de porco e de cordeiro) a no máximo 3 ou 4 refeições por semana.

Evite usar muito sal e consumir itens defumados (por exemplo, bacon, salsicha e frios) e em conserva, bem como alimentos processados, pois possuem substâncias que podem fazer mal para o organismo. A alternativa são produtos orgânicos e in natura, que são mais saudáveis.

Lembre-se de que o álcool é um conhecido fator de risco para o desenvolvimento de câncer, portanto, tente evitar.

Finalmente, caso seja liberado pela equipe médica, considere a ideia de fazer exercícios físicos. Escolha atividades das quais você gosta - e, assim, cuide do seu corpo e da sua mente.