A cada ano, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), quase 60 mil novos casos de câncer de mama são diagnosticados no país.

O câncer de mama é um grave problema de saúde pública. Tipo de câncer que mais acomete mulheres no país, sem contar câncer de pele não mieloma, a doença apresenta taxas expressivas de mortalidade em nosso país, apesar de ser altamente curável. A FEMAMA acredita que é possível mudar esse cenário através de políticas públicas, que proporcionem acesso a diagnóstico e tratamento ágeis e de qualidade para todos.

Estatísticas

  • A cada ano, cerca de 60 mil novos casos de câncer de mama são diagnosticados no país;
  • A paciente tem até 95% de chances de curar o câncer de mama quando for diagnosticada e tratada precocemente;
  • A curva da mortalidade pela doença vem aumentando no Brasil em relação a países mais desenvolvidos.

Nossas lutas

  • Diagnóstico oncológico em no máximo 30 dias pelo SUS.

    Diagnóstico oncológico em no máximo 30 dias pelo SUS.

  • Inclusão de testes genéticos para mutação em BRCA1 e BRCA2 no SUS.

    Inclusão de testes genéticos para mutação em BRCA1 e BRCA2 no SUS.

  • Ampliação da cobertura mamográfica para ao menos 75% no Brasil.

    Ampliação da cobertura mamográfica para ao menos 75% no Brasil.

  • Tratamento do câncer segundo os protocolos médicos.

    Tratamento do câncer segundo os protocolos médicos.

  • Manutenção do acesso à mamografia para todas as mulheres a partir dos 40 anos no SUS.

    Manutenção do acesso à mamografia para todas as mulheres a partir dos 40 anos no SUS.

  • Tratamento multiprofissional para pacientes oncológicos.

    Tratamento multiprofissional para pacientes oncológicos.

  • Acesso a tratamentos mais adequados para câncer de mama avançado no SUS.

    Acesso a tratamentos mais adequados para câncer de mama avançado no SUS.

  • Garantia de reconstrução mamária imediata no SUS.

    Garantia de reconstrução mamária imediata no SUS.

  • Compromisso de gestores públicos com a Política Nacional do Câncer.

    Compromisso de gestores públicos com a Política Nacional do Câncer.

  • Cumprimento da Lei dos 60 Dias, que dá direito ao início do tratamento em até 2 meses a partir do diagnóstico.

    Cumprimento da Lei dos 60 Dias, que dá direito ao início do tratamento em até 2 meses a partir do diagnóstico.