Mais do que uma importante causa, a campanha Outubro Rosa é um compromisso da Azul com as mulheres brasileiras. Chegando a sua quarta edição em 2013, ela percorre o Brasil durante todo o mês de outubro, levando uma relevante mensagem sobre a importância de um diagnóstico precoce e tratamento qualificado de uma das doenças que mais acomete mulheres em todo o mundo: o câncer de mama

Em parceria com a Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama), Embraer, Fini e Aeroportos Brasil ? Viracopos, a Azul está promovendo uma série de ações de conscientização sobre a doença, que vão desde speechs informativos a bordo de todas as aeronaves da companhia até a utilização de caixas com a cor símbolo da campanha nas unidades da Azul Cargo.

?Nosso grande objetivo nos últimos anos, ao lado de nossos parceiros na campanha, tem sido alertar a população não apenas da necessidade de realizar exames, mas também conscientizá-la a incorporar esse cuidado à sua rotina? afirma Gianfranco Beting, diretor de Comunicação e Marca da Azul.

"E é com o apoio fundamental de grandes empresas como a Azul, que nesta edição do Outubro Rosa, nossas reivindicações focam na urgência e garantia à população de acesso aos exames, ao atendimento na rede pública e privada e ao tratamento ágil e qualificado. A população deve conscientizar-se que um corpo saudável é o bem mais importante, mas de nada adiantará se o governo e os gestores públicos e privados não providenciarem infraestrutura, construção de centros de referência, contratação de profissionais especializados, oferta de medicamentos adequados. O tempo corre contra o paciente de câncer que está cansado de esperar nas longas filas em busca de atenção, acolhimento e cura." Maira Caleffi, médica mastologista e presidente voluntária da Femama?

Para marcar essa edição da campanha, a Azul batiza hoje uma de suas aeronaves cor de rosa, um turboélice ATR 72, com o nome ?Céu Azul e Rosa?. A cerimônia acontece no aeroporto de Manaus e conta com a presença de executivos e Tripulantes da Azul. Tidas como destaque, as três aeronaves pintadas especialmente na cor rosa e seus tripulantes, que também trajam uniformes da mesma cor, têm papel fundamental na disseminação das informações sobre essa terrível doença. Eles fortalecem a mensagem junto aos Clientes e àqueles que veem os aviões em aeroportos e pelos céus do país.

A companhia faz desse outubro um mês totalmente rosa. Até as já famosas balinhas de gelatina, oferecidas no serviço de bordo da Azul, estão cor-de-rosa. O aeroporto de Viracopos, em Campinas, também recebeu um toque especial e está iluminado na cor da campanha.

Ainda, muitas ações internas estão sendo feitas para que todos os Tripulantes, como são chamadas todas as pessoas que trabalham na Azul, estejam engajadas no espírito desta campanha. São elas: palestras com médicos especialistas na doença, esquetes com a ONG Medicina do Riso na sede da Azul, visita de consultores da marca de cosméticos Mary Kay, que também estão trabalhando em parceria com a companhia nessa edição, entre outras.

Diagnóstico precoce é o melhor remédio

Atualmente, o câncer de mama é um dos mais graves problemas de saúde pública no Brasil e no mundo. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), a cada ano, 52 mil novos casos de câncer de mama surgem em nosso país. Por mês morrem 1000 mulheres, num total de 12 mil ao ano. Ou seja, por dia, aproximadamente 32 mulheres perdem a vida em decorrência do câncer de mama no país. Mas estas estatísticas podem ser revertidas: um bom começo é realizar os exames de rotina e aqueles que permitem o diagnóstico precoce como a mamografia. Se detectada em seu estágio inicial, a doença tem até 95% de chances de cura.

Pessoas com mais de 40 anos devem fazer a mamografia regularmente. Pequenos hábitos podem diminuir os riscos de desenvolver a doença. Por isso, é importante ter conhecimento do próprio corpo e realizar o a partir dos 20 anos o autoexame para verificar qualquer alteração como:

Um caroço, uma região endurecida, mais quente, vermelha ou escura na mama; alterações na forma ou tamanho também podem indicar alguma problema, assim como coceira, descamação, retração dos mamilos, sinais de secreção ou dor contínua da mama. E, visitar o ginecologista ou mastologista, anualmente, e exigir o exame clínico das mamas.

Não fumar, fazer exercícios físicos e manter o peso adequado são simples e importantes medidas que diminuem os fatores de risco para o desenvolvimento do câncer.

Sobre a Azul
A Azul, companhia aérea resultante da união entre a Azul Linhas Aéreas Brasileiras e a Trip Linhas Aéreas, é a terceira maior companhia aérea do país. A empresa detém uma frota de 126 aeronaves, mais de 9.300 funcionários, 865 voos diários, 105 destinos servidos e mais de 33% do total de decolagens do país. A qualidade de seus serviços já foi atestada por inúmeros prêmios, nacionais e internacionais. Azul foi eleita em 2013 como a ?Companhia Aérea mais Pontual da América do Sul? pela FlightStats. Em 2013, a companhia foi eleita pela Skytrax World Airline Awards como tricampeã na categoria ?Melhor companhia aérea low-cost da América do Sul? e como a melhor companhia aérea low cost do mundo pela CAPA ? Centre for Aviation, além de ter sido consagrada em 2012 pelo segundo ano consecutivo como a ?Melhor Empresa Aérea do Brasil? pela publicação Viagem e Turismo. Saiba mais em www.voeazul.com.br.

Sobre a Femama
A Femama - Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama é uma associação civil, sem fins econômicos, que busca reduzir os índices de mortalidade por câncer de mama no Brasil. Está presente na maioria dos estados brasileiros por meio de ONGs associadas, atuando na articulação de uma agenda nacional única para influenciar a formulação de políticas públicas de atenção à saúde da mama. Atualmente a Femama conta com 53 ONGs Associadas em 16 estados brasileiros mais o Distrito Federal. Sua sede fica em Porto Alegre e desde a sua fundação é presidida voluntariamente pela médica mastologista Maira Caleffi. Única coalizão de ONGs que participa do Comitê de Mobilização Social do Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Controle do Câncer do Cólo de Útero e Câncer de Mama (Governo Federal).