A FEMAMA divulgou, nesta segunda-feira, 1º de outubro, os vencedores do Edital FEMAMA, criado em parceria com o Extra, marca de supermercados do Grupo Pão de Açúcar. As ONGs Recomeçar (DF), GAPCCI (ES) e ACCGD (MS) foram as instituições contempladas na edição de 2018.

O Edital foi criado com o objetivo de proporcionar aporte financeiro para desenvolver projetos de advocacy de instituições que compõem a rede de ONGs associadas da FEMAMA. Lançado em julho de 2018, fez parte das ações de comemoração do Aniversário de 12 anos da FEMAMA.

Ao todo foram recebidos 11 projetos que foram avaliados pela Comissão Julgadora, formada pela FEMAMA e pelo Extra. As três instituições e projetos contemplados nesse edital foram:

1) Associação de Mulheres Mastectomizadas de Brasília - RECOMEÇAR (Brasília/DF)

Projeto: 30 dias: por um diagnóstico que salve vidas!

Área de atuação: Realização do Diagnóstico do câncer em 30 dias.

Resumo: O objetivo deste projeto é promover ações de Lobby junto ao Congresso Nacional, durante o primeiro trimestre de 2019, para a aprovação do PL 3752/2012. No ano em que será realizada a 16ª Conferência Nacional de Saúde e as diretrizes de atendimento universal, igualitário e eficaz para todos estarão sendo reforçadas, a Recomeçar acredita que as ações de lobby programadas ajudarão a adicionar os argumentos da sociedade na discussão do atendimento em saúde, além de evidenciar a urgente necessidade de aperfeiçoamento da Gestão e do Financiamento em Saúde no Brasil. O projeto espera impactar no aumento do diagnóstico precoce dos casos de câncer de mama no Brasil, na redução da taxa de mortalidade por esta neoplasia e no aperfeiçoamento da gestão do SUS a partir da redução de gastos de recursos por paciente.

2) Grupo de Apoio aos Portadores de Câncer de Cachoeiro de Itapemirim - GAPCCI (Cachoeiro do Itapemirim/SC)

Projeto: Fórum itinerante sobre a dinâmica do Acesso ao Tratamento do Câncer - Avaliação e debate do cenário atual e fomento de novas perspectivas

Área de atuação: Plena implementação da Lei dos 60 Dias 12.732/12.

Resumo: O projeto pretende fomentar o envolvimento da sociedade civil e o controle social sobre a gestão, ações e serviços de saúde, bem como proporcionar a melhoria da Rede de Atenção Oncológica do Estado do Espirito Santo, através do Fórum itinerante sobre a dinâmica do Acesso ao Tratamento do Câncer – avaliação e debate do cenário atual e fomento de novas perspectivas. Tal iniciativa facilitará a troca de informações sobre os problemas de acesso a prevenção, diagnóstico, tratamento oncológico e ao acesso a informações relacionadas sobre os direitos dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) estabelecidos na Lei dos 60 dias e demais legislações relacionadas, a fim de sensibilizar os envolvidos sobre a necessidade de implementar mudanças nessas áreas. A partir da discussão sobre as dificuldades de acesso da população à ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer pretende-se que todo o público-alvo tenha conhecimento da realidade enfrentada pela população e dos profissionais de saúde da rede, evocando assim, uma atitude de ação compartilhada de melhorias e mudanças no cenário atual, principalmente com a plena implementação da Lei dos 60 dias como garantia fundamental do acesso.

3) Entidade: Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados (MS)

Projeto: Garantia dos Direitos dos Pacientes.

Área de atuação: Garantia de Direitos de Pacientes.

Resumo: O projeto será executado em Dourados (MS) - em 03 regiões, buscando atingir 33 municípios, e visa orientar os pacientes acerca dos seus direitos e benefícios, assegurando-os de um tratamento adequado, através de capacitações e palestras, formando parcerias com órgãos como a Secretaria de Saúde dos municípios de modo a atingir pacientes, familiares, cuidadores e agentes de saúde, partindo dos princípios de que uma pessoa com câncer requer atenção, cuidados e tratamento específicos, além de informar que já existem leis que amparam os pacientes oncológicos, que precisam ser cumpridas. Desse modo, pretende-se conscientizar as pessoas dos seus direitos e torná-las capazes de reivindicá-los.