A população gaúcha atendeu ao convite da Dra. Maira Caleffi, presidente voluntária do Imama (Instituto da Mama do RS), instituição que preside a Femama, e saiu às ruas, numa grande mobilização rosa, que reuniu mais de cinco mil pessoas. Moradores dos prédios por onde passou a 10ª edição da Caminhada das Vitoriosas também apoiaram a ação e estenderam nas janelas e sacadas de seus apartamentos tecidos cor-de-rosa, acenando aos participantes da marcha, em reconhecimento à
importância da causa. Vale lembrar que mais de cinco mil novos casos da doença serão diagnosticados no Rio Grande do Sul, no decorrer de apenas um ano. Já no Brasil, a estimativa para 2013 é de 52 novos casos em 100 mil mulheres.

De acordo com Maira, a participação direta da população na atividade demonstra o interesse na luta pelos seus direitos, como o acesso ao diagnóstico e ao tratamento rápido. ?O tempo corre contra o paciente de câncer de mama, por isso temos que fazer com que algumas leis saiam do papel, como a dos 60 dias (Lei 12.732/12, que assegura aos pacientes com qualquer tipo de câncer o início do tratamento em, no máximo, 60 dias)?, argumentou. A Femama lidera nacionalmente a campanha #OTempoCorreContra, que visa conscientizar a população sobre essa lei e a garantia de seus direitos no que diz respeito a tratamentos oncológicos.

Com concentração e saída do Parque Moinhos de Vento (Parcão), a Caminhada partiu para o Parque Farroupilha (Redenção). Próximo ao viaduto Engenheiro Ildo Meneghetti, na Rua Vasco da Gama, foi feito um flashmob com 50 voluntárias, simbolizando o laço rosa, que representa a luta contra o câncer de mama em todo o mundo. Na Redenção,
após o discurso das autoridades presentes, como o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, e o secretário municipal de Saúde, Dr. Carlos Henrique Casartelli, respectivamente, houve uma grande comemoração pelos 20 anos do Imama, com direito à música ?Parabéns a você? e a soltura
de balões de gás cor-de-rosa.

No site do Imama (www.imama.org.br), pode-se conferir mais informações sobre a Caminhada e seus apoiadores.