18.10.2019

The Economist's War on Cancer LATAM 2019 - Outubro/2019

A Dra. Maira Caleffi, presidente voluntária da FEMAMA, esteve, nesta quinta-feira (03/10), na Cidade do México, no México, para palestrar sobre o papel dos pacientes e da sociedade civil durante o tratamento do câncer durante o evento “The Economist's War on Cancer LATAM 2019”, organizado pela revista britânica The Economist. Durante o painel, Maira dividiu o palco com Clifford Hudis, CEO da American Society of Clinical Oncology (ASCO) e Irene Mia, editora global da The Economist Intelligence Unit.

A presidente da FEMAMA debateu junto aos colegas as seguintes perguntas: Como reunimos argumentos econômicos e pessoais para influenciar a agenda política? Como a experiência do paciente individual "aumenta" em ação política? Por outro lado, a politização dificulta uma boa política? Como garantimos que a atenção política não resulte em uma reação populista "brusca", mas se traduza em genuíno compromisso político para melhorar o controle do câncer a longo prazo?

Como resposta, a Dra. Maira citou o trabalho de advocacy que a FEMAMA vem fazendo juntamente com sua rede de ONGs associadas. Citou também o importante papel de coalizões como o Go All e a lei da notificação compulsória e o Movimento Todos Juntos Contra o Câncer, os quais a FEMAMA faz parte.

O evento

Nos últimos dois anos, os eventos The Economist's War on Cancer examinaram os desafios relacionados à detecção, controle e tratamento eficazes do câncer. Neles, analisou-se como a incerteza e a mudança políticas complicam a capacidade de implementar programas fortes, como recursos limitados e, em alguns casos, crise financeira, tornam os programas de controle do câncer um desafio a ser enfrentado e como as prioridades concorrentes nos cuidados com o câncer tornam mais difícil garantir que o capital político e financeiro seja gasto com sabedoria e ofereça o máximo benefício.

Em 2019, o evento quer continuar fazendo grandes perguntas como: como financiamos melhores cuidados com o câncer? Como mobilizamos a vontade política para lidar com o controle do câncer? Como garantir que a vontade política seja combinada com uma boa definição de prioridades e uma boa política para garantir que os recursos assustadores sejam utilizados com o máximo efeito?

O objetivo da iniciativa é catalisar a ação global: reunir governos, prestadores de serviços de saúde, cientistas, técnicos e principais pensadores para discussões orientadas para a ação sobre preencher a lacuna no financiamento do câncer e reduzir as barreiras à qualidade do atendimento a todos.

 

VEJA A REPERCUSSÃO NA MÍDIA:

Só Fatos, 18/10/2019

- O Globo (online), 18/10/2019

- O Globo (impresso), 19/10/2019

  • O Globo (impresso) - 19/10/2019
  • O Globo - 18/10/2019
  • Só Fatos - 18/10/2019