30.08.2019

Tipos de câncer de mama

O câncer de mama pode se apresentar de diversas maneiras. Ele não é igual de um paciente para outro, cada caso é influenciado por uma série de características. Por causa dessas variações, cada paciente com câncer de mama terá uma estratégia de tratamento diferente e adequada para o seu caso. Para conhecer corretamente o tipo e as características do câncer que você tem, converse com seu médico. Muitas dessas informações estão no resultado da biópsia, conhecido como laudo anatomopatológico. Entenda o que significam os resultados desse exame.

A classificação do câncer de mama depende, entre outros fatores, de onde ele se originou, de sua extensão, de seu potencial de avanço, da presença ou não de receptores hormonais, que fazem com que determinado hormônio (estrogênio e/ou progesterona) potencialmente estimule o crescimento do tumor, e da expressividade ou não da proteína HER2, que estimula o processo de divisão celular. Conheça melhor alguns tipos mais comuns de câncer de mama:


Tipo histológico:

Define o tipo de câncer de mama em relação ao local onde o tumor surgiu e o modo como se desenvolve:

- Carcinoma Ductal In Situ: afeta os ductos da mama, que são os canais que levam o leite. Esse tipo de câncer de mama não atinge outros tecidos. Entretanto, pode haver mais de um foco desse câncer dentro da mesma mama. Pode existir a presença de receptores hormonais e tem potencial para se transformar em invasivo. É o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo.

- Carcinoma Ductal Invasivo: caracteriza-se por iniciar-se nos ductos de leite, rompendo esses ductos e se desenvolvendo nos tecidos próximos. Esse câncer pode crescer localmente ou atingir outros órgãos do corpo, sendo conduzido através de veias e/ou vasos linfáticos. Possui pelo menos um receptor hormonal na superfície das suas células. Representa entre 65 a 85% dos casos de câncer de mama invasivo.

- Carcinoma Lobular In Situ: é originário nos lóbulos da mama (glândulas produtoras de leite) e não atinge outros tecidos adjacentes, não rompendo suas paredes. Pode ser multifocal, quando há outros focos dentro da mesma mama. Representa apenas de 2 a 6% dos casos.

- Carcinoma Lobular Invasivo: nasce também nos lóbulos mamários, podendo atingir outros tecidos. Nesse caso, o tumor também pode se desenvolver localmente ou atingir outros órgãos. Possui receptores de estrogênio e progesterona em suas células, mas não expressa a proteína HER2. É o segundo tipo de câncer de mama mais incidente.


Tipos menos comuns:

- Carcinoma inflamatório: ocorre quando os ductos linfáticos que existem na pele sobre o tecido mamário são bloqueadas pelas células tumorais. O sistema linfático ajuda na defesa do corpo contra infecções e inflamações e, uma vez obstruído, desenvolve uma reação em cadeira ocasionando a inflamação da mama. Pouco frequente, representa apenas de 1 a 3% dos casos.

- Doença de Paget: bastante raros, ocorre entre 0,5% a 4% dos casos de câncer de mama, começando no ducto mamário, atingindo a pele do mamilo e a aréola. Pode ser assintomático ou também apresentar crostas e inflamações
no mamilo.

- Tumor Filoide: muito raro, se desenvolve no tecido conjuntivo da mama (estroma), ao contrário dos demais, que se desenvolvem nos ductos ou lóbulos.

- Angiosarcoma: este começa nas células que revestem os vasos sanguíneos ou vasos linfáticos, raramente ocorrendo na mama.


Classificação molecular:

Define a presença, nas células do tumor, de proteínas chamadas receptores hormonais (estrogênio e/ou progesterona) e de proteína HER2 em grande quantidade.

- Luminal A: tumores que apresentam receptores de estrogênio e progesterona positivos (ou seja, há muitos receptores hormonais presentes), não apresentam a expressão da proteína HER2 (HER2 negativo) e possuem crescimento mais lento das células.

- Luminal B: também possuem receptores estrogênio e/ou progesterona positivos, não expressam a proteína HER2 (HER2 negativo) e apresentam um nível mais acelerado de proliferação celular.

- HER2: não apresentam expressão dos receptores hormonais (receptores hormonais negativos), mas têm a expressão da proteína HER2 (HER2 positivo).

- Triplo Negativo: não possuem nem expressão hormonal, nem a proteína HER2, sendo negativo, portanto para estrogênio, progesterona e HER2. Ocorrem com mais frequência em mulheres jovens e em mulheres negras.

  • tipos-de-câncer-de-mama