O que você precisa saber sobre os medicamentos biossimilares no tratamento de câncer de mama

26.10.2021

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata pessoas no mundo.

Somente em 2020, 66 mil mulheres tiveram o diagnóstico de câncer de mama no Brasil, segundo o INCA.

Quando cai a patente de um medicamento inovador, já é possível que outras empresas iniciem a comercialização de medicamentos biossimilares com a mesma molécula. Os medicamentos biossimilares são produtos que contém substância ativa altamente similar à de um medicamento biológico originador e cuja similaridade em termos de qualidade, atividade biológica, segurança e eficácia foi estabelecida com base em uma extensa avaliação de comparabilidade.

No tratamento do câncer de mama, isso não é diferente. Atualmente, o trastuzumabe já é produzido por diversas indústrias farmacêuticas. No SUS, por exemplo, somente essa versão está disponível para os pacientes que dele precisam.
Isso não deve nem pode ser motivo de pânico: a eficácia é similar e seu efeito também e eles passam por critérios rigorosos de aprovação para serem ofertados ao mercado.

Para entender como este medicamento é produzido, qual sua importância no tratamento do câncer de mama, o acesso a ele e diversas outras dúvidas, confira o material completo no e-Book produzido pela FEMAMA:
O que você precisa saber sobre os medicamentos biossimilares no tratamento de câncer de mama: baixe gratuitamente agora mesmo

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O EBOOK